O que esperar da season de Julho/2018?

 

Como é de praxe de sites de animes em geral, resolvi escrever um guia da próxima temporada. Basicamente, é o que eu espero dos animes. Vou seguir a ordem alfabética pelo AniChart, então sugiro que abram a página dele para acompanhar esse post porque não quero ter que ficar escrevendo o nome dos diretores e dos estúdios.

d6088801857e960efa387eca187fed03
1. Aguu: Tensai Ningyou: Não espero muito disso. Um diretor com animes medianos em seu currículo em um estúdio que me traumatizou. O trailer passa uma impressão de “não temos dinheiro”. A sinopse parece interessante, mas ela sozinha não é o suficiente para me fazer ter vontade de assistir isso. O character design também não é nada demais.

 

 

 

215121


2. Angolmois: Genkou Kassenki:
Um diretor que eu não sei quem é em um estúdio que nunca fez obras de grande destaque. A sinopse, porém, é simples o suficiente para despertar meu interesse, e, por ser de batalhas, é difícil não ser algo legal. É o tipo de anime que se eu tiver tempo sobrando vou assistir, mas não é prioridade alguma.

 

 

 

215337.jpg


3. Asobi Asobase:
Um diretor com um bom currículo em um estúdio que vem entregando bons trabalhos ultimamente. Vale a pena ficar de olho nesse anime. Até o momento (13:26 do dia 01/06/2018), não saiu PV dessa obra, então não tenho muito mais o que posso dizer sobre.

 

 

 

216429


4. Back Street Girls:
Com certeza vou acompanhar. O mangá disso é hilário. O estúdio é bem decente, e a diretora é bem experiente. No fim do dia, se toda a temporada de julho te decepcionar, pode ver esse anime que com certeza vai sair algo bom disso. Ainda não saiu PV dele também, mas, sinceramente, nem precisa esperar ele para saber que vai ser bom.

 

 

 

217901


5. BANANA FISH:
A diretora é bem decente, e o estúdio já entregou algumas obras fascinantes. O PV está muito bem feito, e me falaram que a obra original é um clássico dos mangás. Expectativas altas para esse aqui. Principalmente por ser de máfia, um tema pelo qual eu sou fascinado desde que vi O Poderoso Chefão pela primeira vez.

 

 

 

217279.jpg


6. Chio-chan no Tsuugakuro:
Ver anime da diomedia é basicamente jogar roleta russa. O PV, porém, chamou bastante a minha atenção. Sério, vejam esse PV. Basicamente, é a história de uma guria indo à escola. Quanto ao diretor, eu tenho uma relação de amor e ódio. Eu o amo por OreShura, mas o odeio por Rosario to Vampire. Ou seja, tanto o diretor quanto o estúdio são inconstantes. Vou dar uma chance para esse anime até o episódio 3, mas não recomendo que pessoas que não possuem muito tempo livre arrisquem também. Esperem alguém arriscar por vocês antes.

 

213091


7. Chuukan Kanriroku Tonegawa:
Spin-off de uma obra que não conheço. Até o momento o diretor não foi confirmado, mas o estúdio é bom. Pessoalmente, vou ignorar esse anime.

 

 

 

 

 

215171


8. FLCL Alternative:
Mesma staff do FLCL Progressive que vai sair agora em junho. O estúdio é decente e o diretor, competente. Se não gostarem do Progressive, não tem para que tentar a sorte com esse aqui.

 

 

 

 

217283


9. Free! -Dive to the Future-:
Honestamente, eu gostei das primeiras temporadas de Free. Porém, com a troca da diretora por alguém que tem um currículo bem pequeno, eu não teria altas expectativas para isso. Entretanto, é aquele ditado, né? É a KyoAni. Bem, quem vê o anime pelos abdomens sarados não deve se decepcionar.

 

 

214861.jpg


10. Gintama. Gin no Tamashii-hen 2nd Season:
Mais Gintama.

 

 

 

 

 

4


11. Grand Blue:
Estou absolutamente hypado para isso, pois amo a obra original. O estúdio, porém, não é dos melhores, tendo deixado a desejar em obras como Battery e Dive. Vale levar em conta que o diretor dirigiu o melhor anime da história, vulgo Danshi Koukousei no Nichijou. É uma aposta que eu acredito que valha a pena fazer. O PV ficou bem interessante também, em um certo sentido.

 

 

 

5


12. Hanebado!:
Sinceramente, é anime de esporte. Só dá errado se a staff/o estúdio forem completos idiotas. Além de ser de esportes, ainda tem bastante deixa para fanservice. O estúdio é tão mediano quanto o diretor, mas acredito que nem eles conseguem fazer merda em algo que não requer muito esforço, como é o caso. Basicamente, o que estou dizendo é que deve ser o típico anime de esportes com o adicional de ter bastantes peitos balançando. Ou seja, meu tipo de anime. Vou assistir.

 

3


13. Happy Sugar Life:
Uma obra da qual eu nunca ouvi falar, num estúdio do qual eu nunca ouvi falar, com um diretor que não tem um currículo nem um pouco impressionante. O PV tem 3 minutos e já dá uma ideia do que você pode esperar dessa obra. Pessoalmente, considero ignorável.

 

 

 

6.jpg


14. Harukana Receive:
Eu não sei o que esperar do estúdio. Ele só tem 2 animes feitos (sem contar Harukana que vai sair agora), e faz 4 anos desde a última vez que fizeram um anime. O diretor tem passagem por alguns animes interessantes, mas em poucos ele teve o cargo de diretor, de fato. Porém, o que eu disse em Hanebado! serve para este também. É só não serem idiotas que vai dar tudo certo.

 

7


15. Hataraku Saibou:
Eu odeio biologia. Vou dar uma chance porque tanto o diretor quanto o estúdio são interessantes, mas eu odeio biologia.

 

 

 

 

 

8


16. High Score Girl:
Apesar de o estúdio ser decente e o diretor, também, a sinopse não é nada muito impressionante e o character design é estranho. Devo dar uma chance mesmo assim. Quem sabe esse anime não é a surpresa da temporada? O anime é quase completamente em CGI, então se você é um desses frescos que não suportam CGI, nem abra o primeiro episódio.

 

 

9


17. Hyakuren no Haou to Seiyaku no Valkyria:
Eu gosto muito dessa onda de isekai que está tendo. Li o primeiro volume da light novel desse anime. Ela é decente, porém, poderia ser melhor. O estúdio é estranho, por assim dizer. O diretor tem uma carreira longa até, mas poucos trabalhos como diretor. Pessoalmente, acredito que isso deve dar um vislumbre de como seria, mais ou menos, um anime de “How a Realist Hero Rebuilt the Kingdom”, pela forma que o protagonista usa seu conhecimento de outro mundo. O protagonista, porém, não é um alfa como o Souma. Basicamente, o que estou dizendo é que a ideia da obra é interessante, mas a execução não é das melhores. Vale mencionar que essa é minha impressão depois do volume 01 da novel, tem chances de melhorar depois. Acredito que seja um anime que vale a pena assistir, mas não se deve esperar nenhuma obra-prima dele.

10


18. Isekai Maou to Shoukan Shoujo no Dorei Majutsu:
Outro para a saga dos isekais. A novel disso é bem interessante. É engraçado ver a diferença da persona real do protagonista da persona que ele mostra para o mundo. Também é legal ver um anti-herói para variar. Talvez dê até para considerá-lo um vilão, na real. O estúdio teve uma execução interessante com Shuumatsu no Izetta, mas o histórico do diretor não é exatamente o que eu chamaria de impressionante.

 

11


19. Island:
O estúdio vem entregando coisas boas. O diretor também merece elogios. Teria tudo para dar certo se não fosse uma adaptação de VN. O PV está interessante, e gostei bastante do character design. Devo assistir até o episódio 3 antes de decidir se droppo ou vejo até o final.

 

 

 

12


20. Jashin-chan Dropkick:
Esse PV é a melhor obra-prima dos últimos tempos. Sério, que trollada épica. O estúdio é aquele negócio bem mediano. O diretor é inexperiente, mas pela ousadia do PV, eu vou dar um voto de confiança para ele.

 

 

 

 

13.jpg


21. Kyoto Teramachi Sanjou no Holmes:
O estúdio disso não tem um histórico impressionante, e o diretor, muito menos. Porém, eu gostei do PV. Pelo anime ser focado em mistério, deve valer a pena para fãs do gênero, mas para o resto das pessoas, ele é bem ignorável.

 

 

 

14


22. Lord of Vermillion:
Não sou fã nem do diretor nem do estúdio. Devo ignorar isso com todas as minhas forças.

 

 

 

 

 

15


23. Marvel Future Avengers 2nd Season:
Sem comentários.

 

 

 

 

 

 

16

 

24. Muhyo to Rouji no Mahoritsu Soudan Jimusou: Eu não gosto do estúdio DEEN, mas gosto do tema sobrenatural. O diretor não tem um histório impressionante. Além disso, o character design é estranho. Devo ver até o episódio 03 antes de decidir droppar ou não.

 

 

 

17.jpg


25. Ongaku Shoujo (TV):
Mais um da DEEN? Rapaz, eles tão animados. No geral, isso não é um bom sinal. O diretor também não tem um histório impressionante. Esse anime, porém, tem relação com o Ongaku Shoujo do Anime Mirai de 2015, um filme do qual eu gostei bastante. Esse é mais outro anime que verei até o episódio 03 antes de tomar alguma decisão sobre droppar ou não.

 

 

18.jpg


26. Overlord III:
Mais Overlord. O que esperar? O mesmo da segunda temporada.

 

 

 

 

 

 

19


27. Phantom in the Twilight:
O PV disso me interessou. O diretor, porém, é bem mediano. O estúdio também. Isso foi exatamente o que eu escrevi em Hanebado!, que é do mesmo estúdio, mas não consigo evitar.

 

 

 

 

20


28. Satsuriku no Tenshi:
Tanto a sinopse quanto o PV disso chamaram minha atenção. O estúdio é decente, mas o diretor é bem inexperiente. O character design é bonito. A regra do episódio 03 também será aplicada aqui.

 

 

 

 

21


29. Senjuushi:
Eu sinceramente não sei o que esperar do estúdio disso. O diretor, porém, tem uma carreira bem impressionante, com passagem por algumas de minhas obras preferidas, como Major, Bakuman. e Nodame Cantabille. A sinopse é interessante. Basicamente, até aqui parece ser algo que vale a pena arriscar, mas a presença de ikemens deve deixar alguns com um pé atrás. Eu não me incomodo com isso, então vou arriscar mesmo assim.

 

 

22


30. Shichisei no Subaru:
A premissa é interessante, mas não é algo que exploderia a mente de alguém. O diretor é experiente na indústria, mas não como diretor. O character design, especialmente do protagonista, é genérico. O estúdio, porém, vem entregando obras interessantes. Ainda não saiu PV no momento que estou escrevendo este post, mas acredito que valha a pena arriscar nesse anime também.

 

 

23.jpg


31. Shingeki no Kyojin 3:
Acredito que vocês já saibam o que esperar disso. É mais Shingeki. Tenho lido várias pessoas alertando de que esse arco será mais lento, mas, no fundo, Shingeki sempre terá aquela aura de Shingeki, então não deve haver muitos problemas com esse arco também.

 

 

 

24


32. Shinya! Tensai Bakabon:
>Pierrot

 

 

 

 

 

 

25.jpg


33. Shoujo☆Kageki Revue Starlight:
Mais um anime de idols. Esse promete mais ação que animes comuns do mesmo tema. O estúdio é interessante. Porém, o diretor é um novato. Eu gosto de idols, então vou arriscar.

 

 

 

 

26


34. Sunoharasou no Kanrinin-san:
O estúdio disso entregou algumas obras que eu gosto. Não é o primeiro trabalho do diretor também, apesar de que acho que ainda dá para considerá-lo inexperiente. Posso afirmar que, definitivamente, não sairá nenhuma obra-prima desse anime, porém, também não sairá nada ruim. Acho que acabei de definir o gênero Slice of Life.

 

 

 

27.jpg


35. Tenrou: Sirius the Jaeger:
Esse anime vale a pena ser hypado. É do meu estúdio preferido, a P.A Works. O diretor é bem experiente e a premissa é interessante. Eu, pessoalmente, gosto de histórias envolvendo lobisomens e vampiros. Difícil ignorar algo assim. Vou assistir, com certeza.

 

 

 

28.jpg


36. Tsukumogami Kashimasu:
O diretor não é nenhum novato, e o estúdio é interessante. O PV está bem animado. Como falei antes, eu gosto de obras sobre coisas sobrenaturais, então devo ver isso até o episódio 03 também.

 

 

 

 

llkkkkkkkkkkkk.png


37. Yume Oukoku to Nemureru 100 Nin no Ouji-sama:
O PV disso é nojento. Não achei nada falando da staff. Além disso, é algo claramente focado em fujoshis. Vou passar longe.

 

 

 

 

 

29.jpg


38. Yuragi-sou no Yuuna-san:
Comédia, ecchi, romance, sobrenatural. A receita do sucesso. Antes mesmo de ver sobre o estúdio e diretor, eu já havia decidido ver isso. O estúdio tem algumas obras interessantes e outras dignas de serem ignoradas eternamente. O diretor tem uma carreira… interessante? Bem, no pior dos casos, esse anime vai ser divertido, então, com certeza, vou ver.

 

 

 

30


39. Zoid Wild:
Típico anime de criança, provavelmente. Poucas informações foram reveladas sobre o anime, incluindo a sinopse, mas o diretor é alguém já acostumado a fazer animes de criança, então dificilmente vai sair algo ruim.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s